Aprenda os sambas-enredo do Grupo Especial de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

Acadêmicos do Tatuapé: "Beth Carvalho, a Madrinha do Samba"
Compositores: André Ricardo, Luciano e Vaguinho

Hoje estendo meu manto
Azul e branco pra vê-la passar
Carioca da gema, sua vida é um poema
Estrela que nasceu para brilhar
Ao som dos acordes do seu violão
Que não se calou diante da opressão
Musicalidade verdadeira (me leva)
Em suas "Andanças" por Mangueira (me leva amor)
Cantou "Folhas Secas" pra me emocionar
"As Rosas não falam" exalam perfume no ar
Um grito de gol, explode a paixão
Botafogo no seu coração

Chora é o Brasil inteiro a cantar
Samba...Debaixo da Tamarineira
"De pé no chão", na palma da mão
Vai "Caciqueando" a noite inteira

Beth...grandes sambistas revelou
Beth...com seu sambas encantou
Nos versos de tantos poetas
Desperta orgulho e emoção
Do mundo veio a consagração
Sua voz ecoou no espaço sideral
Discos de ouro, prêmios conquistou
A Diva do meu Carnaval
Ao som do agogô, é "Qualidade Especial"

Vem Sacode já é.....Tatuapé
O povo todo te aclama
Beth Carvalho a Madrinha do Samba
Beth Carvalho a Madrinha do Samba


Acadêmicos do Tucuruvi: "Mazzaropi: o adorável caipira. 100 anos de alegria"
Compositores: Felipe Mendonça, Maurício Pito, Leandro Franja, Márcio Alemão e Fábio Jelleya

Sai da frente, a alegria vai passar
Sou Mazzaropi, artista popular
Nos palcos da vida, te faço sorrir
Aplausos, lá vem Tucuruvi!

Hoje tem gargalhada, tem sim senhor!
Vou cair na folia
Minha fantasia é feita de amor
Pela arte, quis o destino
Corre nas veias um dom divino
No picadeiro, fui aprendiz
O teu sorriso me faz feliz
Quando a cortina se abriu
O maior dos caipiras surgiu
Do interior paulista pra todo meu Brasil

A carrocinha levou o gato da madame
Vendedor de linguiça não vende salame
O Jeca Tatu não é puritano... Ha! Ha! Ha!
Ele é corintiano

Está no ar, "pro cêis" escutar (laiá laiá)
Nas ondas do rádio, piadas, canções
Da tela da tv eu fiz espelho pra gente se ver
No Rancho Alegre encontro com você (vem me ver)
No cinema nacional, entro em cena de novo
Sucesso, tá na boca do povo!
Atrás de um sonho eu vou
O final feliz encontrar
A estrela do meu Carnaval (lá do céu)
É a força que vai me guiar


Águia de Ouro: "Minha Missão, o Canto do Povo. João Nogueira"
Compositores: Diogo Nogueira, Ciraninho, Leandro Fregonesi, Rafael, Serginho Castro

Deixa a luz do amanhecer iluminar a avenida
Vem recordar a missão de um poeta
E exaltar as belezas da vida
Renasce João! Sob o poder da criação
Ê vida boa...no Méier labareda no olhar
Ê vida a toa... Boêmio a luz do luar
Ê vida voa... O club do samba desperta saudade
Vem brindar...festejar  no boteco do Arlindo
Mais um  show do flamengo domingo
um rio de felicidade

Bole que bole  no som dos tantãs
Me leva na fé São Jorge guerreiro
Quebra no balacochê do Cavaco
Clareia meus passos, São Sebastião
Aplausos para um gênio brasileiro
Águia de ouro é samba, amor e tradição

Vem ... poeta nos braços da paz
Ver a Portela de tempos atrás
Realizar o seu sonho de bamba
Compor mais um lindo samba
Canta sabiá vai resplandecer
A nação Xingu não quer se render
Quem viveu de amor nunca vai morrer
Hoje o espelho é você.
E o meu medo maior é o espelho se quebrar
E o meu medo maior...

João teu nome é história
O canto do povo te faz imortal
Ninguém faz samba só porque prefere
É nó na madeira o meu carnaval


Dragões da Real: "Dragão, Guardião Real, mostra seu poder e soberania na Corte do Carnaval"
Compositores: Dico, Armênio, Ricardo, Wagner e Derico

Liberte a sua emoção
O meu guardião vai passar
Entre rainhas e reis
Trovador eu serei
Segredos, aventuras hei de revelar
Poder, sabedoria e coragem
Vão formar a sua imagem
No brasão de um guerreiro
Que segue a lutar, vai atravessar
Gerações no mundo inteiro

Realidade, sonho ou ilusão
Ser personagem, herói ou vilão
A vida imita a arte
Dando asas a imaginação

Bandeiras irão tremular
No céu do oriente, uma estrela a brilhar
Exala a chama da paz
A lição dos seus ancestrais
De lá pra cá eu te vi voar,
Cruzar fronteiras no céu e mar
Pousar na passarela fazendo a plateia se arrepiar
Carnaval, vem chegando Dragões da Real
Retrato de um povo, onde a alegria é geral
Trazendo a magia ao folião
É festa na coroação
Do amor ao pavilhão

Tenho orgulho de ser Dragão
A força e a garra, paixão
Encontrei a felicidade
A outra metade do meu coração


Gaviões da Fiel: "Ser Fiel é a Alma do Negócio"
Compositores: Autores: José Rifai, Ernesto Teixeira, André União, Fadico, Murillo, Alex, Bruno Muleki

Vem ver,
A nação corinthiana
A força da nossa união
Eterna paixão, propaga a chama
Orgulho que não se compara, não para!!!É religião
Que pulsa forte em cada coração
Terra a vista, são novos ares
"Caminha" a notícia, singrando os mares
Oh meu Brasil, um paraiso de encantos mil
Papagaio vira arara de verdade
O índio e sua criatividade
A gazeta informava: tem escravo sim, sinhô!!!
O ambulante vindo lá do oriente
Pra alegria dessa gente, o mascate anunciou
Corre vem ver, tô na tela da tv
Nas ondas do rádio, tô ligado em você
"Roda e avisa" é Carnaval
"Um minuto de comercial"
Se a cigana te enganou
E não trouxe o seu amor
Tome cuidado!!!Preste atenção!!!
É "turbinado esse avião"
O povo elege, mas é enganado
Não caia no "conto" de mais um vigário
O nosso país merece um futuro feliz
Eu vou brilhar na constelação


Império de Casa Verde: "Pra todo mal, a cura. Quem canta seus males espanta"
Compositores: Composição: Aldair, De Paula, Dney Sas, Romão, R. Silva e R. Ribeiro

Brilhou o sol, iluminando um novo dia
A Casa Verde está em festa, num ritual de magia
Oh mãe natureza! Com suas riquezas
Emoldurada pelo Criador
Um lindo jardim se ergueu
A sabedoria enfim floresceu
Do Egito veio a medicina
A cura divina, vontade dos Deuses
Dos elementos, energia milenar
No oriente o equilíbrio alcançar

Atoto Obaluaiê...Obaluaiê
Peço a sua proteção, eu peço axé
Curandeiro, sou a cura e a salvação
Canto meu destino em oração

Quero falar de amor
A saudade se foi, não vamos chorar
Uma terapia pra curar a dor
O nosso remédio é sambar
Aplausos à quem pela vida sempre lutou
E assim mostrou, que a ciência é o caminho a seguir
Quem canta seus males espanta
A minha voz ninguém vai calar
Imperiano eu sou,
Não desisto de lutar!

Império é amor, paixão
A cura do corpo e do coração
Meu tigre guerreiro, é raça e emoção
A força de uma nação


Mancha Verde: "Mario Lago. O Homem do Século XX"
Compositores: Turko, Maradona, Didi, Ferracini, Fabiano Sorriso, Jorginho, Paulinho

Sob a luz do criador
Brilha a estrela de um menino
Um soneto de amor
Cresceu ao som de violinos
Nas veias o DNA de anarquista
Na alma um amor de família
Malandro da lapa, amante da boêmia
No Café Nice até de manhã
Dono da noite, Madame Satã
A arte, em poesia acolhe o escritor
A liberdade, o Bola Preta
Cena de um sonhador

Sou sambista e vou descendo o morro
"Nada além" do que eu sempre quis
Vou vivendo enquanto houver saudade
Carmem Miranda é só felicidade

Aurora... Diz quem é a mulher de verdade
Amélia... Canção para a eternidade
Ouvindo a grande Rádio Nacional
Deixei um céu nas asas do Brasil
Zeli, eterno laço de união
Dercy, lhe estendeu a mão
O Padre e a Moça proibida paixão
Sucessos, marcaram no cinema e televisão
No repente de "Nunes" poeta
Diretas pro país mudar
Vi no sertão o tempo e o vento passar

Mário, a sua luta hoje veste o manto
No coração, da nossa pátria verde branco

Explode em meu peito tamanha emoção
Eu sou Mancha Verde eterna paixão
O tempo não apagará, as obras de um imortal
É Mario Lago, um homem genial


Mocidade Alegre: "A sedução me fez provar, me entregar à tentação... Da versão original, qual será o final?"
Compositores: André Ricardo, Bruno Ribas, Fernando, Renato Guerra, Rodrigo Minuetto e Vitor Gabriel

Amor, vem viajar na fantasia
E encontrar o poder da sedução
Se entregar à tentação
O fruto proibido provar e sentir o prazer
Sem culpa, sem medo pecar
Beleza, riqueza no olhar.
Emana a luz da razão
O caminho da redenção
E assim, o reino dos céus alcançar

Quando o vento soprar, eu vou voar
Te encontrar nessa imensidão
Brincar de Deus, ser feliz, sonhar
Não há limites para a imaginação

Em versos a mais linda história
Romances e contos nos fazem sonhar
E se o vilão é o herói afinal?
E se o sonho se torna real?
Você é quem diz...
Para sempre, quem será feliz.
Desperta toda magia do artista,
O futuro do sambista
Um amanhã de amor e paz!
O samba é a paixão que nos conduz
Com força e união, com garra e emoção
Num mundo sem ponto final

Vou seduzir seu coração
Com muito orgulho, sou Mocidade
Nosso final feliz, depende de você
Fazer o sonho acontecer


Nenê de Vila Matilde: "Da Revolta dos Búzios à atualidade. Nenê canta a igualdade"
Compositores: Cláudio Russo, J.Velloso, Ney do Cavaco, Marquinhos e Dr. Medina

Quando a igualdade não havia
A Revolta foi a via contra a força da opressão
Uma voz se ergueu outras mais então
Movimento que surgia...Salve o povo da Bahia!
Sei que a rebeldia que trago no peito
Tenho direito de eternizar
No canto libertário que se espalha pelo ar
Lutar, acreditar, sonhar...Ser mais Brasil!
Criar a Pátria Amada Mãe Gentil!

Há nos Búzios a mensagem de cada irmão
No Quilombo novos ares: Libertação!
Em Canudos Conselheiro e a sua fé                                  
Cabanagem no Pará, na Nenê samba no pé!

Vai o Baticum do Olodum no Pelourinho
Um só coração, um só caminho
Canto a igualdade, leva a união
Vence toda a discriminação!
Sonhei que a terra é do agricultor
Cidadão encontrou o abrigo do lar
Eu vi a força unificando a luta sindical
Mulheres defendendo um ideal...
De volta ao seu lugar a Zona Leste incendeia
O Anhembi vai levantar:
A Minha Vila tem sangue na veia!

Chegou, chegou no Templo do Samba
O gueto da gente, a mais querida
No Coração Matildense                  
Nenê é minha Águia, minha Vida!


Rosas de Ouro: "Os Condutores da Alegria – numa fantástica viagem aos Reinos da Folia"
Compositores: Armênio Poesia, Diego Poesia, Kadu, Wagner Rodrigues, Fredy Vianna e CG

Por terra céu e mar
Vem viajar nessa magia
Quero celebrar as tradições
Me perder nos reinos da folia!
Uma dança enfeitiça o olhar
E o toque do tambor, os corações!
Em direção ao velho mundo
Arde um fogo mais profundo no amor e nas paixões
A realeza e os guardiões irão brindar
Lá em Veneza a sedução está no ar
É mais que um ideal, o orgulho nacional!

Vem, que a vida foi feita pra festejar
Sonhar com um amanhã que renascerá
Um festival de sorrisos
Iluminando os caminhos da cultura milenar!

Num som envolvente dancei ao seu lado a luz do luar
Em ritmo quente "tô endiablado" vou te conquistar
Como se o tempo voltasse e o vento soprasse a felicidade
Superando a tristeza, do refúgio da minha saudade!
Vou quando o fole tocar "garantir caprichar"
Em cada comemoração
Sou brasileiro, visto a paixão e a fantasia
A minha história é uma declaração
De amor ao grande dia!

Hoje a festa vai rolar
Quero sambar a noite inteira
Qual será o pavilhão que conduz meu coração?
É Roseira!
 


Tom Maior: "Parque dos Desejos – O Seu Passaporte Para o Prazer"
Compositores: Edmilson Silva, Serginho Ipiranga e Gonçalves

Vamos viajar na imaginação
Ser feliz no "Parque dos Desejos"
Cada fantasia uma emoção
Pode se entregar não tenha medo
Veja o paraíso, um presente divinal
Onde o poder da sedução gerou o "Pecado Original"
Da pré-história a arte nos revela
O louco afã de uma era

No balanço desta onda, eu vou te levar
Em Roma brindar, luxúria
Fazer de tudo pra te enlouquecer
Só mesmo "Vênus" pra nos proteger

Já é madrugada…
Corpos se encontram ao luar
"Mil e Uma Noites" de amor
É bom viver e desfrutar
De coração à sensação
Num mundo de cores
Textura, sabores
Diversão é garantida
Seja prudente, previna-se então
Curta a vida com paixão

Me abraça, me beija, me faz delirar
Além da razão, amor eu vou te mostrar
A fonte do meu prazer, tu saberás de cor
Tom Maior


Unidos de Vila Maria: "Made in Korea"
Compositores: Jorge Zanin, Leandro Coringa, Rafael Babú, Fabinho Sampa e Renato Mooca

Quando meu pavilhão girar
O povo vai cantar feliz
"Made in Korea" emoção que contagia
Com muito orgulho, sou Vila Maria

Recomeçar, lutar sem desistir
Tá no sangue feroz dessa gente
Trilhar um caminho, buscando a vitória
Um laço de união, modernidade e tradição
Chegou ao meu país, com a força de um dragão
Brilhou tão bela cultura,
Costumes que encantam e fascinam o olhar
O tigre rugiu para o mundo,
Tecnologia moldando o futuro

Pode aplaudir, celebrar,
Sambando no pé
Cinqüenta anos de amizade
Comunidade guerreira, "man sé"!

Milagre nas águas de um rio, espelho da educação
A fé esculpida na arte
Revela os traços da diversidade
Na culinária a sedução, tempero pro meu paladar
No esporte a pureza da alma, sabedoria milenar
Coréia, ditando moda neste Carnaval
Minha Vila vai te exaltar
E a batucada vai emocionar


Vai-Vai: "Sangue da Terra, Videira da Vida, um brinde de amor em plena avenida - Vinhos do Brasil"
Compositores: Zeca do Cavaco, Ronaldinho Fq, Osvaldinho da Cuíca, Evaldo Rodrigues e Valter Camargo

Divino eu sou
Sangue da terra, videira da vida
Num brinde de amor transbordo em plena avenida
Cantando um sonho novo
Matriz, escola do povo
Respeite o meu pavilhão

No antigo oriente
Da água pro vinho eu me transformei
E conquistei por mares tantos continentes
Eu vi vencer a sedução
E a disputa do poder; testemunhei
Dormi um longo sono em porões, em barris
Enchi o cálice sagrado
Em seu louvor

No colo do tempo, ao sopro do vento
Sob o céu anil
Por brancos e negros, sou abençoado
Sabor brasil

Na tela do cinema
Eu viajei com emoção
Nos versos de um poema
No calor de uma paixão
A natureza só pede um pouco de reflexão
E na arca do futuro
Lugar seguro me abrigarei
E hoje na folia vamos festejar
Bebam com moderação
Valeu vai-vai


X-9 Paulistana: "Se para ter diversidade basta viver em harmonia: Sorria, pois São Paulo hoje é só alegria"
Compositor: Rafael Pinah

Um dia, já não existia
Encanto e magia num reino feliz
Pra enxergar a razão, fui buscar
Na luz da imaginação, encontrar
A resposta que eu sempre quis
Viajei! No universo multicor
Vi um mundo diverso encantador
Na trajetória da história
De reinos e raças imortais
Segredos e marcas culturais

O lamento do negro ecoou
Fez a mãe África chorar
Pelo seu filho que sangrou
Pra liberdade conquistar

O sol no Oriente revela
A sabedoria da pele amarela
No velho continente, a devoção
E o povo branco recebe o irmão
O paraíso da raça vermelha
É onde espelha a beleza no olhar
Na alma, encontrei a pureza
E com certeza voltei pra ficar
No berço da diversidade
Pra ver a cidade expoente brilhar

Hoje a X-9 é uma corrente de fé
Que traz amor e união!
São Paulo é só harmonia
Alegria em cada coração

Notícias relacionadas



Shopping UOL