Após 11 anos, Bruna Bruno deixará o posto de rainha da União da Ilha

Fabíola Ortiz

Do UOL, no Rio

São 11 anos reinando à frente da União da Ilha, mas agora, aos 31, Bruna Bruno anuncia oficialmente que renunciará ao posto de rainha da bateria. Apesar da difícil decisão, a modelo e empresária se diz segura e decidida. "Chegou a hora de dar oportunidade para uma menina que tenha o mesmo sonho que eu. Quando eu decido, não volto atrás", garante.

A empresária, formada em Educação Física pela UFRJ, conversa com o UOL momentos antes do ensaio da agremiação na quadra da escola e explica o motivo de optar pela renúncia. Em 2005, Bruna sucedeu Daise Nunes, Miss Brasil 1986 que reinou de 1993 a 2004. A modelo saiu como rainha e Thatiana Pagung como madrinha ao lado do gari Renato Sorriso.

Quando ocupou pela primeira vez o posto e apresentou a bateria, a Bruna nunca imaginaria que permaneceria por mais de uma década. "Não imaginava. Foi uma aventura, no primeiro dia que fui colocada na frente da bateria fiquei muito nervosa", relembra.

Momentos históricos

Bruna Bruno viveu momentos históricos na União da Ilha, como deixar o Grupo de Acesso direto para o Grupo Especial em 2009. Testemunhou o incêndio que destruiu os carros alegóricos e fantasias da União da Ilha e de outras duas escolas na Cidade do Samba, em 2011. Foi um período difícil, lembra:

"A escola estava muito bacana e vinha para brigar pelo título. Quando estávamos no Grupo de Acesso, eu ajudei a fazer fantasia da bateria e composição de carro alegórico. Em 2007 até cheguei atrasada no desfile porque estava no barracão e fiquei com a mão toda queimada. Eu não sou aquela rainha que só aparece para bater foto, estou presente no dia a dia da escola", explica.

A decisão de dizer adeus foi tomada após o desfile de 2014, quando saiu de Mulher Maravilha e ganhou o Prêmio Veja Rio de Melhor Rainha de Bateria. Aceitou ainda o último pedido do carnavalesco Alex de Souza para que desfilasse como Princesa Bela neste ano. A escola levará para a avenida o enredo "Beleza Pura", inspirado em personagens vaidosos. 

Dedicação exclusiva

Bruna Bruno admite que o posto exige muita dedicação e presença. "Ainda mais não sendo uma pessoa famosa, preciso fazer jus ao cargo. Sou apenas uma empresária, tenho dois negócios e não consigo tomar conta deles nessa época de Carnaval. A rainha tem que estar presente em todos os eventos, feijoada e apresentações. Fica difícil de conciliar. A agenda de Carnaval é o ano inteiro", ressalta.

Quando fez o anúncio oficial de sua saída, no último dia 23 de fevereiro, Bruna conta que foi uma comoção geral entre os componentes da escola, uma das mais tradicionais do Rio de Janeiro. "Acho que as pessoas vão sentir falta do carinho e atenção que tenho. Me sinto parte integrante de tudo isso. Até na própria avenida fico preocupada com a harmonia, conheço todos os cantinhos da escola, quesito a quesito", afirma.

Em seus 11 anos de rainha, muita coisa mudou para ela quando estreou aos 20. Mais madura, a modelo diz que se sente uma pessoa mais segura para apresentar a bateria. "Eu mesma faço a minha direção de harmonia. Tenho consciência que meu papel é apresentar a bateria e posso fazer a escola perder ponto, sou coadjuvante nessa história. Comecei uma menina, tinha cara de garotinha, tive que aprender a cuidar da minha imagem. Hoje em dia sou mais vaidosa e cuido do meu corpo", conta.

Futura rainha

Para a próxima rainha que a sucederá, Bruna espera que seja alguém da comunidade. "Muitas meninas passistas nutrem o mesmo sonho que eu e, com certeza, irá defender a escola com amor e dedicação".

A dica que Bruna dá para a futura rainha de bateria é: "Ser simpática sempre, carismática, bonita e feliz. Eu espero da próxima rainha raça e amor". Até lá, Bruna tem uma agenda de pré-Carnaval intensa com ensaios de comunidade, ensaios de rua, na quadra e feijoadas. Sem contar as inúmeras entrevistas e sessões de fotos marcadas. Ainda tem que conciliar com a malhação diária e controle nutricional.

Terminando o Carnaval, ela rapidamente pretende voltar ao batente e tocar seus negócios. Seu sonho é aprimorar o inglês na Inglaterra ou na Irlanda, e fazer um curso de especialização em administração.

Solteira e sem pretendentes, Bruna pensa em se casar e ter filhos. "Qual mulher não sonha em casar? Quero casar na praia com coroa de orquídeas", conta, aos risos. Mas admite que mesmo fora do reinado, continuará frequentando a quadra da União da Ilha. "Eu não estou abandonando a escola. Só vou só deixar de ser rainha", avisa.

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos