Com críticas ao presidente do Palmeiras, Mancha Verde abre Carnaval de SP

Do UOL, em São Paulo

A Mancha Verde abriu nesta sexta-feira (13), às 23h15, os desfiles no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Com o grito "De braços abertos, a arquibancada vai cantar com a gente", o intérprete Freddy Vianna, deu início à apresentação da escola que homenageia o centenário do Palmeiras, completado no ano passado. 

Antes do desfile, o presidente da Mancha Verde, Paulo Serdan, em um discurso inflamado, criticou o presidente do Palmeiras. "Chegou o grande momento da nossa história. Os fofoqueiros do Anhembi falaram que vamos cair. Sabe porque não vamos cair? Porque essa é a nossa segunda arrancada heroica. Menos o presidente do Palmeiras que ignorou essa festa. Vai ser o melhor desfile da história da Mancha".
 
Ao contrário do ano passado, quando um temporal atrapalhou os desfiles da maioria das escolas, desta vez, pelo menos durante a passagem da Mancha Verde, o clima colaborou. Na dispersão, os passistas comemoravam o bom desfile, que foi feito sem nenhum problema e tecnicamente correto, completado em 1h02, dentro do tempo regulamentar. 
 
Na avenida, os destaques ficaram por conta da musa da escola, Juju Salimeni, e da rainha de bateria, Vivi Araújo. As duas monopolizaram a atenção dos fotógrafos. Com o pé machucado, Juju desfilou com uma fantasia dourada e um minúsculo tapa-sexo. "É tudo muito maravilhoso, estou muito feliz por mais um ano na Mancha", disse a modelo. Já Viviane Araújo, comentou que teve que conciliar a gravação da novela "Império" com o desfile. "No ano passado não consegui desfilar, mas este ano consegui. Mesmo gravando eles entenderam. Amanhã [sábado] volto para gravar às 8h, mas estou aqui", disse Vivi.
 
Levi Bianco/Brazil Photo Press
Alegorias dos atletas
História do Palmeiras
 
Com o enredo "Quando Surge o Alviverde Imponente... 100 anos de Lutas e Glórias", a Mancha Verde relembrou os grandes ídolos do clube, como o goleiro pentacampeão Marcos, Ademir da Guia e Evair. Marcos não pode participar do desfile porque ficou doente. 
 
A origem italiana do clube foi representada nas primeiras alas, que mostraram a influência dos imigrantes na fundação do clube, passando pela mudança de nome de Palestra Itália para Palmeiras, após a Segunda Guerra Mundial. A escola relembrou ainda a ocasião em que o clube representou a seleção brasileira em 1965 em um jogo contra o Uruguai, vencido pelo Palmeiras por 3 a 0. 
 
O último carro alegórico a atravessar o portão do Anhembi foi uma réplica do novo estádio do clube, inaugurado neste ano. Assim que os portões foram fechados, os integrantes da escola comemoraram muito o desfile.  
 
Os portões do Anhembi foram abertos para o público às 17h. O local tem capacidade para 33 mil pessoas. Cada escola terá entre 55 e 65 minutos para percorrer os 530 metros de extensão do sambódromo. Veja a programação completa dos desfiles do Grupo Especial de São Paulo.
 
Ficha Técnica Mancha Verde
 
Fundação: 11 de janeiro de 1983
Presidente: Paulinho Serdan
Carnavalesco: Troy Oliveri
Enredo: "Quando Surge o Alviverde Imponente: 100 anos de Lutas e Glórias"
Intérprete: Freddy Vianna
Mestre de Bateria: Mestre Caju
Rainha de Bateria: Viviane Araújo
Mestre-sala e porta-bandeira: Marcelo Luiz e Adriana Gomes
 

"Quando surge o Alviverde Imponente... 100 anos de lutas e glórias"

 

De braços abertos vou me declarar
Eu amo você palmeiras
100 Anos de lutas e de glórias
Canta mancha verde guerreira
Nem sei por onde começar
De tanto amar, seu manto sagrado
Eu vivo suas emoções
Mil declarações refletem meus atos
Em solo brasileiro
Dos povos o mais guerreiro
Da mitologia a inspiração
Herança marcada na evolução
No "parque" um sonho a conquistar
Em cada coração o nosso lar
Olê palestra!
Com raça venceu a perseguição
Olê palmeiras!
De fato o eterno campeão
Heróico!
No ardor da partida, ostentou sua fibra
Com as cores do meu brasil
Brilham na academia
Estrelas num lindo "jardim"
"Divino" a luz que me guia, um amor sem fim
Sagradas na mão de um santo minha devoção
"Liberto" o grito eu sou campeão
Em verde e branco quero eternizar
A nova casa, meu orgulho, meu lugar

Veja também



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos