São Paulo

Musa da Rosas de Ouro, Thaís Bianca se prepara com dieta para engordar

Felipe Abílio

Do UOL, em São Paulo

Com o Carnaval chegando, rainhas, madrinhas e musas se apressam para perder os quilinhos que ganharam nas festas de fim de ano e zerar o prejuízo. A musa da Rosas de Ouro Thaís Bianca, no entanto, está fazendo o caminho inverso. Com a genética -- digamos -- abençoada, a modelo corre contra o tempo em uma dieta para engordar, deixando as "inimigas" possessas.

"Geralmente as meninas fazem muito aeróbico para perder medidas, mas como sou mais "mignonzinha", sempre fui, faço a dieta para engordar que chamamos de carbo alto, mas é para ganhar massa magra, saudável", explicou.

Thaís protagonizou uma cena engraçada na última semana. Ao subir na balança de uma farmácia, reclamou ao ver os números e foi interrompida por uma atendentel: "Essa balança sempre mostra para mais, não se preocupe, moça". Foi aí que Thaís ficou mais indignada: "Então estou mais magra do que mostra ali? Eu disse para ela, que ficou sem entender nada", relembrou rindo.

Há três anos como musa da agremiação, a ex-panicat foi ganhando mais espaço a cada Carnaval e hoje se sente parte da comunidade.

"Me apaixonei pela escola, é como uma família mesmo. Tem meninas que nasceram ali, vivem para isso e é uma honra estar com eles".

Fantasia

Alexandre Moreira/UOL
Thaís pretende ousar na fantasia e cruzar a avenida "um pouco mais pelada"
No ano passado, Thaís desfilou bem comportada com um vestido que só mostrava as pernas, mas este ano com o tema DNA do Rosa, como destaque de chão do quinto carro da agremiação, ela promete "causar".

"Minha fantasia tem muito faisão albino, tem muito brilho --  e também virei um pouco mais pelada. Não literalmente, mas não tão comportada quanto no ano passado. Minha fantasia ainda não está pronta, mas já gastei cerca de R$ 6 mil. Nessa época de Carnaval acho que o povo enfia a faca. E não dá o mesmo efeito colocar uma pluma em vez de faisão".

A ex-panicat, porém, discorda de musas que dizem que fantasias chegam a custar mais de R$ 60 mil.

"Estou pagando para ver essas fantasias. Não acho possível, mas também não é isso que define o Carnaval. Se a pessoa gastou R$ 100 reais e está se sentindo linda, então está tudo certo. O lance é você se sentir confortável. Não adianta nada gastar R$ 100 mil e não se sentir à vontade para sambar".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos