São Paulo

Madrinha da Dragões aos 37, Tânia Oliveira avisa: "Vou até a velha guarda"

Felipe Abílio

Do UOL, em São Paulo

Tânia Oliveira prova – mais uma vez – que idade não importa para representar bem uma escola de samba. Madrinha da Dragões da Real aos 37 anos, a ex-panicat exibe uma forma física impecável e dá banho em muita menininha com metade de sua idade. Completando 16 anos de muita dedicação ao Carnaval, com passagens pela X-9 Paulistana e Tom Maior, Tânia pretende ainda percorrer muitas vezes o circuito do Anhembi em São Paulo.

"Por enquanto ainda está dando para colocar o corpo em jogo na avenida. Vou te dizer que estou muito mais feliz me olhando no espelho hoje do que há 16 anos. A gente aprende a se cuidar, a perceber nossos pontos fortes, mas tem que ter o bom senso de saber quanto parar (risos). Vou enquanto der, quando não der viro parte das baianas, vou até a velha guarda", disse rindo.

Aspirantes a celebridades geralmente aproveitam o Carnaval para se "lançar" em alguma agremiação e conquistar seus 15 minutos de fama em ensaios e desfile, mas Tânia não se incomoda com as "novas" musas e diz que recebe muito carinho delas.

"Não me sinto ameaçada por ninguém de forma alguma. Recebo muito amor dessas meninas. Hoje principalmente dentro da Dragões, as passistas mais novinhas, adolescentes fazem a maior festa. Acho que o destaque depende da dedicação, e eu me dedico bastante à escola. Não tenho nada contra com quem chega em cima da hora, pega a fantasia e desfila, mas eu gosto de participar mesmo de todos os processos do Carnaval, desde a escolha do samba-enredo até o desfile".

Assim como as passistas mirins e adolescentes, Tânia também sonhava em virar uma musa do Carnaval, mas nunca imaginou que o sonho viraria realidade.

"Para mim era um mundo muito distante, gostava muito, via revista Manchete e ficava encantada com as fantasias, mulheres lindas. Assistia aos desfiles completos, sempre que podia também ia ao Anhembi e assistia da arquibancada mesmo. Às vezes chovia e eu ficava até o final. Um dia um amigo me levou na X-9 Paulistana e tudo começou. Sou apaixonada, vivo o Carnaval intensamente, 90% dos meus amigos pessoais fazem parte dessa família Carnaval".

Fantasia

Como madrinha da escola, representando toda a comunidade, Tânia promete caprichar na fantasia deste ano. Mas como uma boa veterana no Carnaval, ela contou que gastou bem menos do que os valores astronômicos que outras musas dizem gastar com as fantasias.

"Ela é meio fetichista, totalmente cheia de cristais. Gosto de estar belíssima na avenida, mas da maneira mais econômica possível. Este ano não passou dos R$ 3,5 mil. Dá para usar materiais alternativos que dão o mesmo efeito. Por exemplo, uso muito metal, que banhado dá efeito de ouro. Tem algumas imitações de cristais, cristais similares que vêm da China. Não precisa ser o de grife. Reciclo sempre que posso, gosto de economia".

Tânia entrará na Avenida com a Dragões na segunda noite de desfiles, dia 6 de fevereiro, às 3h55.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos