Rio de Janeiro

Na Grande Rio, Paloma Bernardi estreia como rainha com roupa sensual

Claudia Dias

Colaboração para o UOL, do Rio

Em seu primeiro ano como rainha de bateria da Grande Rio, Paloma Bernardi não é o que se pode chamar de uma estreante. Ela já desfila como musa da escola há quatro anos. Para a atriz, a responsabilidade, a honra e a emoção são maiores este ano, mas a preparação é quase a mesma. "Fisicamente, eu não queria mudar muito. Quero entrar na avenida com as minhas curvas, feminina. Quero que as mulheres possam olhar para mim e se identificar como uma rainha possível, uma rainha de verdade, natural. É claro que, como toda mulher, a gente se cuida um pouquinho mais, para estar melhor e mais disposta, mas estou sem nenhuma neurose", brinca.

Sem crise também é a dieta de Paloma. Ela confessa que continua utilizando uma alimentação balanceada, com poucas proibições. "Não posso ficar comendo chocolate, sorvete, doces de um modo geral, fast food, frituras e gorduras. Optei por alimentos mais saudáveis: saladas, carboidrato com moderação e mais proteínas. Uma dieta bem equilibrada", disse. A expressão 'se cuidar um pouquinho', no dicionário da atriz, significa praticar mais exercícios. "Eu intensifiquei a malhação. Antes ia a academia duas ou três vezes por semana. Agora vou todos os dias", completa.

O cardápio do dia do desfile, no entanto, inclui uma massa. "Integral e ao alho e óleo, segundo o meu médico, para dar energia", confessa. "Ele disse para eu não ficar só na saladinha, senão, poderia ficar tonta e tem que ter energia para atravessar a avenida", explica.

Mesmo com esses sacrifícios, Paloma acredita que seu cargo exige um pouco mais do que um corpo sarado. A atriz, que recentemente trocou a Globo pela Record, quer ajudar a escola de coração.

Meu objetivo maior é fazer um grande desfile, é ser uma extensão da bateria, é interagir com o público, é defender para os jurados a nossa nota para que a bateria possa receber quatro notas dez. Eu acho que isso é o mais bacana. Por isso, me preocupo mais com a minha performance, em estar com o samba no pé, cantar o samba enredo e estar em harmonia com a bateria e a comunidade

Apesar de ser surpresa - e isso faz questão de frisar - ela conta sobre a fantasia, confeccionada por Michelly Xis. "É sensual, tem corpo à mostra. Mas, não é nada vulgar, nada que vá me deixar preocupada no meio da avenida. Quero estar bem à vontade, tranquila e segura para realizar um grande desfile", disse. O que Paloma quer, na verdade, é seguir a tradição das grandes rainhas de bateria da Grande Rio. Afinal, ela está substituindo nomes como Susana Vieira, Paolla Oliveira, Grazi Massafera, entre outras, que brilharam à frente da Invocada de Caxias. "Quero dar o melhor! A Grande Rio sempre teve rainhas muito lindas, muito presentes e muito significativas e eu faço questão de manter isso: um reinado pra cima, com força, atitude e presença. Porque a Grande Rio merece", finaliza.

No domingo (7) a partir de 0h45, a Grande Rio entra na Sapucaí para apresentar o enredo "Maria Bethânia, A Menina dos Olhos de Oyá".

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos