Salvador

Durval Lelys quer mudança e inovação no Carnaval de Salvador

Felipe Abílio

Do UOL, em Salvador

  • Mauro Zaniboni /Ag Haack/Prefeitura de Salvador

Durval Lelys colocou seu bloco Me Abraça no circuito Barra/Ondina na tarde desta segunda-feira (8) em Salvador. Neste ano o cantor foi um dos poucos que não aderiram à onda de trio "sem cordas", ou seja blocos em que os foliões desfilam de graça sem a necessidade de comprar abadás.

O cantor vê uma grande mudança e quer uma renovação no carnaval baiano. "Acho que os blocos estão com muita dificuldade, hoje o maior problema que a gente enfrenta é o sistema de cordeiros, a situação é muito difícil controlar, a democracia do momento do Carnaval com o bloco de Carnaval. Já havia falado há muito tempo que os blocos poderiam ter um novo modelo ou espaço, mas é muito complicado porque entra na teoria do que é bom para o Carnaval", explicou.

O cantor, que foi pioneiro ao fazer trios fora do nordeste, quer levar mais blocos para fora da Bahia e desfilar sem cordas por Salvador.

"Uma coisa boa é que todos os artistas do Brasil vêm para a Bahia porque o palco aqui é muito oportuno, e muitos artistas daqui estão saindo da Bahia, talvez seja a oportunidade de fazer o bloco fora de Salvador e fazer aqui trios independentes. Posso ser independente aqui e fazer blocos fora. Começou a mescla do Carnaval naciona", opinou. 

Grande Público

Veterano no carnaval, Durval diz ter se assustado com o número de pessoas que Salvador atraiu este ano.

"Acho que a Bahia não estava preparada para essa grande invasão de gente, pegou de surpresa, estávamos acostumados com um Carnaval mais vazio, mas vamos buscando diante das possibilidades fazer o melhor da gente. A diferença neste ano foi a quantidade de gente, posso dizer que dobrou o número de pessoas em alguns lugares", disse.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos