Repórter da Globo entra no clima de Carnaval e sobe em vara em Olinda (PE)

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Globo News

    Repórter da Globo News entra no clima de Carnaval e sobe em vara em Olinda (PE)

    Repórter da Globo News entra no clima de Carnaval e sobe em vara em Olinda (PE)

A repórter da Globo News Mariana Queiroz entrou no clima de bom humor do Carnaval e subiu em uma vara durante o desfile de um irreverente bloco de rua, conhecido em Olinda (PE) como o "Mulher na Vara". Na brincadeira, mulheres sobem em uma vara e são sustentadas por um grupo de homens.

"Aqui em Olinda é o seguinte: se você der mole, um bloco [de rua] te pega. E o pior é que eu caí nessa, acabei caindo no bloco da vara", relatou a jornalista. "A gente passa por cada coisa, no Carnaval, que eu nunca pensei em passar ao vivo", afirmou, na ocasião.

Um dos fundadores do bloco disse que o "Mulher na Vara" foi fundado há 23 anos, em 1993, depois de um episódio ocorrido com uma amiga do grupo. Desde então, o bloco virou tradição na região.

Essa não é a primeira vez em que repórteres da Globo News passam por uma saia justa do tipo. No ano passado, quando o canal de notícias da Globo decidiu fazer a cobertura dos blocos de rua, jornalistas sofreram assédios, foram beijados e até mesmo pedidos de casamento. Todos, no entanto, tiveram um bom jogo de cintura e se saíram bem das situações embaraçosas.

"O Zé Bonitinho veio conquistar as meninas bonitas de Olinda, principalmente uma repórter bonita como você", disse um folião, caracterizado como o personagem de "A Praça é Nossa", e que que curtia os blocos em Olinda (PE). "Tem um cara que está apaixonado pela Heloysa [Gomide]", disse um outro folião, dessa vez no Rio de Janeiro, referindo-se à âncora do jornal.

A situação mais embaraçosa, no entanto, ficou por conta de Rodrigo Carvalho, que foi algemado por uma mulher e pedido em casamento ao vivo. "Você já é casado? Ó, vamos casar, então?!", brincou, na ocasião.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos