Rio de Janeiro

"Ninguém é obrigado", diz Crivella ao comentar ausência no Carnaval do Rio

Do Rio de Janeiro

01/03/2017 16h23

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), afirmou nesta quarta-feira (1) que no Rio ninguém deve ser "obrigado a fazer nada", ao comentar pela primeira vez a sua ausência de eventos tradicionais do Carnaval carioca de 2017, como a entrega simbólica das chaves da Cidade ao Rei Momo e a abertura oficial dos desfiles da Sapucaí.

Foi a primeira vez, em 33 anos de Sambódromo, que o prefeito não participou dessas iniciativas, as quais ajudam a divulgar e promover a festa. Nem os quatro acidentes com 32 feridos fizeram Crivella ir à passarela do samba.

"Estamos tratando de um assunto que já está superado. Acho que cada um no Rio não deve ser obrigado a fazer nada. Tem uma agenda do prefeito que deve ser cumprida e que não necessariamente deve ser a agenda da imprensa", disse o prefeito, em solenidade comemorativa do aniversário da cidade.

Leia a nota oficial de Crivella:

"Me perguntaram hoje por que não fui ao sambódromo. Não fui porque no meu caso seria demagogia. E os malefícios da demagogia na vida pública são extensos.

Ele atinge os bons que se deixam enganar. Envolve os desinformados que não têm como verificar a autenticidade das atitudes meramente políticas. Acaba dominando os próprios demagogos que criam para seu uso uma segunda natureza e assim prometem, enganam, sorriem e dissimulam com a mais comovente naturalidade.

A demagogia é a maior calamidade da vida pública. Não fiz demagogia no carnaval, mas estive atento e preocupado para que o pessoal da Comlurb fizesse o colossal trabalho de recolher 680 t de resíduos. Os Guardas Municipais rebocaram 345 veículos e o pessoal da saúde - extraordinários - fizeram 1749 atendimentos. Isso para não citar Rio Luz e Conservação.

Nos reunimos para adotar medidas que evitem acidentes nos próximos desfiles.

A demagogia é a máscara da democracia. E o povo do Rio rejeita um prefeito com máscara ainda que seja no carnaval."

Prefeito Marcelo Crivella"

Reprodução/Facebook
Lúcia Melo recebe visita de Crivella após passar por cirurgia na perna Imagem: Reprodução/Facebook

Na segunda-feira (27), sem avisar a imprensa, Crivella visitou os feridos no acidente com o carro da Paraíso do Tuiuti e postou uma mensagem no Facebook, elogiada por seguidores.

Durante a campanha eleitoral, Crivella negou que a religião fosse interferir em seu governo e prometeu "governar para as pessoas".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Agência Estado
Da Redação
Estadão Conteúdo
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
Carnaval 2017
Topo