Rio de Janeiro

Com shows de baterias, União da Ilha e Tuiuti abrem ensaios técnicos no Rio

Alex Ribeiro/AGIF/Estadão Conteúdo
15.jan.2017 - Componentes da escola de samba Paraiso do Tuiuti, do Grupo Especial do Carnaval carioca, usam perucas no primeiro ensaio técnico na Sapucaí Imagem: Alex Ribeiro/AGIF/Estadão Conteúdo

Anderson Baltar

Colaboração para o UOL, no Rio

16/01/2017 09h53

Já é Carnaval no Rio de Janeiro. Essa é a sensação após a abertura da temporada de ensaios técnicos das escolas de samba do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí, neste domingo (15). União da Ilha do Governador e Paraíso do Tuiuti levaram os componentes para a pista de desfiles e apresentaram suas armas para a disputa dos dias 26 e 27 de fevereiro. Como destaque das duas escolas, suas baterias, que mostraram ousadia e criatividade.

A Paraíso do Tuiuti, escola do bairro de São Cristóvão, está de volta ao Grupo Especial após 16 anos de ausência. Ela fará uma homenagem aos 50 anos da Tropicália, com o enredo “Carnavaleidoscópio Tropifágico”, do carnavalesco Jack Vasconcelos. O cartão de visitas foi um ensaio muito organizado, com um toque de bom humor que o enredo exige. Cada ala trazia os componentes com uma cor de peruca diferente, o que trouxe beleza para o visual da escola. A evolução foi compacta e sem sustos. Porém, o samba-enredo não empolgou grande parte das alas e o público, e a animação foi caindo com o passar do tempo.

Sem dúvidas, o maior destaque do ensaio do Tuiuti foi a bateria de mestre Ricardinho. Criador de um dos maiores projetos de formação de ritmistas do Carnaval carioca, o Tamborim Sensação, o mestre, que estreia no Grupo Especial, mostrou uma bateria extremamente afinada, entrosada e que sacudiu o público com suas várias bossas. O experiente casal de mestre-sala e porta-bandeira Marquinhos e Giovana também ganhou vários aplausos.

O intérprete, Wantuir, de longa carreira no Carnaval e passagens por escolas como Unidos da Tijuca, Grande Rio, Portela e Portoda Pedra, conduziu o canto dos componentes do Tuiuti e aprovou o desempenho da escola. “Fizemos um bom ensaio e mostramos que estamos prontos para o desfile. E ter uma energia como essa, com um público que ama o samba, só nos faz ter ainda mais disposição e vontade de fazer o melhor”, afirmou.

Em seguida, a União da Ilha do Governador entrou na pista disposta a mostrar que é uma escola reformulada e pronta para dar a volta por cima depois do penúltimo lugar no Carnaval passado. E a julgar pelo que apresentou na Sapucaí, o torcedor tricolor pode se encher de esperanças. A escola, que apresentará o enredo “Nzara Ndembu, Glória ao Senhor Tempo”, do carnavalesco Severo Luzardo, fez um ensaio arrebatador, com os seus componentes apresentando-se com alegria e evolução desenvolta, como nos velhos tempos da escola.

O samba-enredo, tido pela crítica como um dos melhores do ano, sustentou-se durante todo o tempo com um canto uníssono dos desfilantes, deixando claro que nem as palavras difíceis do dialeto banto serão um empecilho para um bom desempenho na avenida. A bateria de mestre Ciça, que recuperou sua batida tradicional, arrebatou as arquibancadas com uma paradinha em que os ritmistas se abaixavam e o samba era sustentado por um grupo de atabaques. Ito Melodia, como tem sido uma constante, deu um show particular e impulsionou a animação da escola. A rainha de bateria, a ex-panicat Tânia Oliveira, mostrou empatia com os desfilantes e público.

A comissão de frente, comandada por Carlinhos de Jesus, arrancou muitos aplausos com uma coreografia alternativa, feita apenas para o reconhecimento do terreno. Também estreantes na escola, o casal de mestre-sala e porta-bandeira Phelipe Lemos e Dandara Ventapane dançaram de forma entrosada. “O ensaio foi ótimo para a escola, que desfilou muito bem, e para nós, que conseguimos fazer tudo que combinamos com tranquilidade. Dançamos à vontade. Estamos felizes”, analisou o mestre-sala.

Thiago Ribeiro/FramePhoto/Estadão Conteúdo
A comissão de frente da Ilha, assinada por Carlinhos de Jesus, mostrará sua performance somente no Carnaval Imagem: Thiago Ribeiro/FramePhoto/Estadão Conteúdo

Além das duas escolas do Grupo Especial, ensaiou também na Sapucaí o tradicional Império Serrano, que está no Grupo de Acesso, mostrando que está pronto para brigar para voltar ao convívio das grandes escolas. A temporada de ensaios técnicos no Sambódromo continua no próximo domingo (22) com as apresentações de Estácio de Sá (Grupo de Acesso), São Clemente e Mocidade Independente de Padre Miguel.  

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Da Redação
Da Redação
do UOL
Agência Estado
Da Redação
Estadão Conteúdo
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
Topo