Salvador

Carnaval de Salvador terá calendário estendido e homenagem à Tropicália

Marcelo Barreto/UOL
O prefeito de Salvador ACM Neto apresenta o Carnaval 2017 Imagem: Marcelo Barreto/UOL

Marcelo Barreto

Colaboração para o UOL, em Salvador

17/01/2017 12h32

O Carnaval baiano deste ano homenageará os diversos ritmos musicais do Estado. O tema será "Cidade da Música", em homenagem ao título recebido pela Unesco.

O anúncio foi feito na nesta terça-feira (17) pelo prefeito ACM Neto, durante entrevista coletiva onde foi lançado o calendário prévio dos festejos da capital baiana.

A festa acontece entre 23 e 28 de fevereiro, mas já no dia 22 (quarta-feira) o cantor Bell Marques comanda a abertura da folia, na Praça Municipal, às 18h. Inspirado nos antigos bailes carnavalescos, o evento contará com apresentação de orquestra, além de blocos afro tradicionais.

Ainda na quarta, 28 bandas de fanfarra animam o Circuito Sérgio Bezerra, na Barra. Na quinta, haverá um encontro de trios no Farol da Barra após o desfile dos blocos, além do desfile de agremiações de samba no Circuito Osmar (Campo Grande).

As prévias oficiais, batizadas de Fuzuê e Furdunço, acontecem nos dias 18 e 19 de fevereiro, respectivamente, no circuito Orlando Tapajós (Ondina-Barra).
Além dos circuitos oficiais, dez palcos recebem atrações dos mais variados estilos.

Ao todo, serão 12 dias de festa até a quarta-feira de cinzas. A programação completa deve ser divulgada nos próximos dias.

Folia estendida

A programação de 2017 confirma a tendência de recuperar a rua como espaço democrático para o folião pipoca, com a ampliação da festa sem cordas.
Daniela Mercury, Moraes Moreira e Baiana System são algumas das 300 atrações já anunciadas para os sete dias de festa.

Este ano, o pré-Carnaval oficial acontece no sábado (18) e no domingo (19). Vinte e uma bandas de sopro, percussão e batucada que percorrerão o trajeto entre o Clube Espanhol (Ondina) e o Largo do Farol da Barra para animar o Fuzuê. As Ganhadeiras de Itapuã e As Kuviteiras estão entre as atrações.

Já o Furdunço, que também desfila sem cordas no mesmo percurso a partir das 15h, vai trazer artistas como Léo Santana e Alavontê, que vão se apresentar em mini trios.

Tropicália e rock

A Tropicália será homenageada no Circuito Batatinha, no Pelourinho, que vai celebrar os 50 anos do movimento artístico no Centro Histórico.

Já o Carnaval Ouro Negro, projeto da Secretaria de Cultura do Estado (Secult/BA) destinado à preservação da cultura afro e indígena, trará dezenas de agremiações por todos os circuitos,  divididos nas categorias Afoxé, Samba, Afro, Reggae e Índio.

O público LGBT, cada vez mais presente na folia baiana, também terá lugar cativo no Beco das Cores, na Barra. O espaço será dedicado à música eletrônica com djs tocando nos intervalos dos blocos.

Para os exilados do axé, a programação conta ainda com dez bandas no Palco do Rock, na Praça Wilson Lins (Pituba).

Mudança de patrocinador

Promovido nos últimos três anos pela Prefeitura como alternativa para desonerar os cofres municipais, o modelo de financiamento do Carnaval soteropolitano garantiu R$ 100 milhões de retorno à cidade no ano passado e será mantido em 2017.

Com o fim do contrato com a maior patrocinadora, a cervejaria Schin (Brasil Kirin), que destinou R$ 25 milhões para a festa em 2016, foi anunciado o retorno da parceira com a Skol (Ambev).

O acerto de três anos engloba ainda outros eventos promovidos pela gestão municipal, como o Réveillon e outros festivais. O investimento da é de R$ 30 milhões.
Além da cervejaria, a companhia aérea Air Europa e um outro investidor a ser anunciado posteriormente devem custear a maior parte da festa. "Este ano gastaremos 20% menos que o ano passado. Vamos fazer mais gastando menos", afirmou ACM Neto.

O prefeito destacou que, mesmo num momento de crise na economia nacional, três empresas decidiram apostar na folia baiana, que vão destinar quase a totalidade dos custos de R$ 50 milhões. A Prefeitura entrará com menos da metade dos recursos, apenas destinados aos serviços.

Além da arrecadação com patrocínio, o Carnaval deve trazer algum retorno para o setor de serviços. Faltando menos de 40 dias para o início da festa, o trade turístico comemora a taxa de ocupação de 97% para o período, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/BA).

A expectativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), reforçando a previsão do setor, é de um aumento de até 15% no número total de ocupação em relação a 2016, com previsão de chegada de 750 mil turistas durante a folia.

A boa notícia se deve principalmente por conta da antecipação da programação, no mês de dezembro, o que possibilitou ao setor mais tempo para o planejamento. O entrave, contudo, está no aumento dos preços das passagens aéreas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Agência Estado
Carnaval 2017
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
Carnaval 2017
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Topo