São Paulo

Artista de Parintins morre após cair de carro alegórico na Fábrica do Samba

Reprodução/Facebook
19.jan.2017 - O artista plástico Anacleto Azevedo, de Parintins (AM), que sofreu uma queda na Fábrica do Samba, em São Paulo, enquanto trabalhava na preparação do Carnaval da Acadêmicos do Tucuruvi Imagem: Reprodução/Facebook

Jussara Soares

Colaboração para o UOL

19/01/2017 17h01

Morreu na tarde desta quinta-feira (19), em São Paulo, o artista plástico de Parintins (AM) Anacleto Azevedo, de 37 anos. Ele sofreu traumatismo craniano após cair de uma alegoria de aproximadamente seis metros de altura na Fábrica do Samba, na última terça. O trabalhador prestava serviços de pintura para a escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi. 

Em novembro, o artista participou de um seminário organizado pela União das Escolas de Samba de São Paulo (Uesp) discutindo a segurança no trabalho nos barracões.

Os artistas parintinenses vêm anualmente para São Paulo, após o Festival Folclórico do Boi, para trabalhar nas escolas dos Grupos Especial e de Acesso de São Paulo. Eles são requisitados, principalmente, pela excelência na construção das alegorias.

Em nota oficial, a Liga da Escolas de Samba, responsável pela administração da Fábrica do Samba, informou que o funcionário foi prontamente socorrido e encaminhado para a unidade de saúde mais próxima, a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. De acordo com a entidade, a Acadêmicos do Tucuruvi está prestando assistência à família.

A Fábrica do Samba, que abrigará futuramente 14 escolas do Grupo Especial, foi inaugurada em dezembro pelo ex-prefeito Fernando Haddad. Por enquanto, apenas 50% das obras estão concluídas e somente sete escolas já ocupam os galpões localizados na Avenida Dr. Abrahão Ribeiro, a menos de três quilômetros do Sambódromo do Anhembi.

As obras da Fábrica do Samba, orçadas em R$ 180 milhões, começaram em 2010. A previsão inicial de entrega era 2015. De acordo com a prefeitura, o adiamento se deu em função do atraso de repasse de verbas federais por meio PAC Turismo (Programa de Aceleramento do Crescimento para o Turismo).

Além da Acadêmicos do Tucuruvi, já estão na Fábrica do Samba as escolas Unidos de Vila Maria, Nenê de Vila Matilde, Acadêmicos do Tatuapé, Dragões da Real, Gaviões da Fiel e Tom Maior. Elas ocupam galpões de 4,3 mil metros quadrados e 18 metros de altura, que possibilitam a construção e o transporte de carros alegóricos. Cada galpão tem um elevador de carga que comporta 15 toneladas, um elevador comum, refeitório, banheiros, vestiários, salas de oficina de Carnaval e um sistema de tubulação de combate a incêndio.

A assessoria de imprensa da Liga SP informou que o presidente da entidade Paulo Sérgio Ferreira, o Serginho, não comentaria nesta quinta (19) questões de segurança nos barracões em respeito à morte do trabalhador.

Em 2017, a Acadêmicos do Tucuruvi apresenta o enredo “Eu Sou a Arte: Meu Palco é a Rua”, sobre artistas de rua. A agremiação suspendeu seus trabalhos no barracão e o ensaio na quadra nesta quinta-feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Carnaval 2017 - Link Externo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Maurício Stycer
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
Agência Estado
UOL Entretenimento
do UOL
Topo