Rio de Janeiro

Mocidade arrebata Sapucaí; São Clemente mostra qualidade de samba e bateria

Anderson Baltar

Colaboração para o UOL

23/01/2017 10h09

Desde o final dos anos 1950, quando o saudoso mestre André inventou a paradinha, a Mocidade Independente de Padre Miguel era, jocosamente, chamada de “bateria cercada de uma escola”. Com o passar dos anos, a verde e branca virou o jogo e se transformou em uma das maiores campeãs da Sapucaí, acumulando cinco títulos. Nos últimos anos, porém, a escola amargou posições ruins. Disposta a retomar os dias de glória, a Mocidade pisou forte no seu ensaio técnico na Sapucaí, na noite deste domingo (22), deixando seus torcedores empolgados e confiantes. A São Clemente, por sua vez, apostou em um belo samba e em uma ótima bateria.

A noite foi aberta com a empolgada apresentação da Estácio de Sá, rebaixada no último Carnaval para a Série A (equivalente ao Grupo de Acesso). Em seguida, foi a vez da São Clemente. A escola do bairro de Botafogo, que sempre brigou contra o rebaixamento, adquiriu outro status com a contratação da carnavalesca Rosa Magalhães, obtendo, nos dois últimos anos, um oitavo e um nono lugar. O desafio de seus componentes agora é conseguir chegar ao Desfile das Campeãs, destinado às seis primeiras classificadas.

Para atingir o sonho, a preta e amarela de Botafogo mostrou um bom samba e uma bateria muito bem afinada e entrosada. O hino que defende o enredo “Onisuáquimalipanse”, elaborado por compositores campeoníssimos na Portela, como Luiz Carlos Máximo e Toninho Nascimento, teve ótimo desempenho, com show da bateria dos mestres Gil e Caliquinho.

Rosa Magalhães veio no tripé da comissão de frente, cujo coreógrafo é Sérgio Lobato. Sob insistente chuva, ela foi muito aplaudida pelo público da Sapucaí. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Fabricio e Denadir, se apresentou com segurança. O senão do ensaio da São Clemente foi a evolução e a harmonia, que apresentaram falhas. Em muitas alas, o canto não era uníssono, com vários componentes demonstrando que ainda não dominam a letra do samba.

Para delírio de sua torcida organizada, que lotou o setor 3 da Sapucaí, a Mocidade Independente de Padre Miguel entrou na avenida mostrando que pretende brigar por uma boa colocação. Impulsionada por um dos melhores sambas do ano, a verde e branca deu show de empolgação e evolução, com componentes soltos e animados, cantando o tempo todo. A bateria comandada por mestre Dudu foi um show à parte, com bossas muito bem ensaiadas e a tradicional cadência.

Na ausência da rainha de bateria, a angolana Carmem Mouro -- que justificou sua ausência por problemas de saúde com direito a divulgação de um atestado médico -- quem brilhou foi a musa Camila Silva, que arrebatou a arquibancada com simpatia e samba no pé. Outro destaque foi o intérprete Wander Pires, que retorna à escola que o revelou. Ele conquistou o público já no esquenta, ao cantar “Ziriguidum 2001”, samba que conduziu a Mocidade ao campeonato em 1985.

Os ensaios técnicos na Sapucaí continuam no próximo final de semana. No sábado (28), desfilam Acadêmicos do Sossego, Acadêmicos da Rocinha e Acadêmicos de Santa Cruz (todas da Série A). No domingo (29), é a vez do Império da Tijuca (Série A), Beija-Flor de Nilópolis e Acadêmicos do Grande Rio (ambas, do Grupo Especial).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Da Redação
Da Redação
do UOL
Agência Estado
Da Redação
Estadão Conteúdo
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
Topo