Rio de Janeiro

Em clima de festa, vizinhas Vila Isabel e Salgueiro empolgam a Sapucaí

Anderson Baltar

Colaboração para o UOL

06/02/2017 09h31

Colada ao centro do Rio de Janeiro, a região da Tijuca é considerada a porta de entrada da zona norte e é conhecida como um local de boa qualidade de vida. Na geografia cultural carioca, a Tijuca e seus bairros adjacentes são conhecidos também por abrigar uma grande quantidade de bons sambistas e escolas icônicas no Carnaval.

Em mais uma noite de ensaios técnicos na Marquês de Sapucaí, o público que superlotou as arquibancadas presenciou uma confraternização de duas das principais escolas da região da Tijuca. Unidos de Vila Isabel e Acadêmicos do Salgueiro -- que durante a semana convocaram seus componentes e torcedores com uma campanha pelas redes sociais -- fizeram bons ensaios e deixaram acesa a esperança de um desfile de qualidade no Carnaval 2017.

Conduzida por um samba que é considerado um dos melhores da temporada por especialistas, a Unidos de Vila Isabel pisou na Sapucaí firme em seu processo de reconstrução. Após o título de 2013, a escola chegou a desfilar com seríssimos problemas de acabamento nas fantasias e quase foi rebaixada no ano seguinte. Com turbulências financeiras e administrativas, chegou a ter a quadra interditada há alguns meses. Porém, os sambistas do bairro de Noel Rosa esqueceram os problemas e deram o seu recado cantando a plenos pulmões e evoluindo com alegria.

Roberto Filho/Brazil News
Sabrina Sato samba à frente dos ritmistas da Vila Imagem: Roberto Filho/Brazil News
Um dos grandes destaques do ensaio foi o intérprete Igor Sorriso, que vai se firmando, ano após ano, como um dos melhores cantores do Carnaval carioca. Com uma empolgada Sabrina Sato à frente de seus ritmistas, a bateria de mestre Wallan conduziu com maestria o ritmo da escola. Estreando como porta-bandeira, a jovem Amanda Poblete empolgou o público dançando com o mestre-sala Raphael Rodrigues, que retorna à escola após ter sido campeão no ano passado pela Mangueira. O senão do ensaio foi a evolução, que em alguns momentos foi irregular, com as alas ficando paradas por mais tempo do que o normal.

Após entrar na avenida como favorita em 2016 e penar com o quarto lugar por problemas em iluminação de seus carros, o Salgueiro adotou o silêncio nos preparativos para o Carnaval 2017. Sem um samba com o mesmo apelo popular do ano passado e com muito segredo em seu barracão, a Vermelha e Branca chegou à Sapucaí saudada por sua torcida apaixonada, que superlotou as arquibancadas e agitou balões e bandeiras. Um imenso tapete vermelho, do tamanho da pista, foi estendido, abrindo os caminhos para a escola.

E, se a intenção era causar surpresa, o Salgueiro foi inteiramente bem-sucedido, fazendo um ensaio empolgado, com evolução contínua e o samba na ponta da língua de seus componentes. A felicidade dos salgueirenses era visível e transbordava no rodopio da ala de baianas lindamente fantasiada, no batuque firme da bateria de Mestre Marcão e no bailar seguro de Sidclei e Marcela Alves, um dos melhores casais de mestre-sala e porta-bandeira do Rio de Janeiro. A comissão de frente trouxe um tripé comemorando os dez anos de trabalho do coreógrafo Hélio Bejani na escola. Seus integrantes vestiam fantasias de desfiles deste período e arrancaram muitos aplausos do público.

A noite foi aberta pela Unidos do Porto da Pedra. A escola de São Gonçalo, ausente do Grupo Especial desde 2012, trouxe muita animação e organização em seu ensaio, mostrando que está pronta para disputar o título da Série A, equivalente ao Grupo de Acesso da folia carioca. A programação dos ensaios técnicos continua no próximo final de semana. No sábado (11), três escolas da Série A fazem seus treinos: Inocentes de Belford Roxo, Renascer de Jacarepaguá e Unidos do Viradouro. No domingo, é dia de Portela e Unidos da Tijuca se apresentarem.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Da Redação
Da Redação
do UOL
Agência Estado
Da Redação
Estadão Conteúdo
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
Topo