CarnaUOL

Tradicional bloco de Olinda vai às ruas com o tema "Fora Temer"

Geyson Magno/UOL
21.fev.2012 - Mascote do "Eu Acho é Pouco", dragão gigante diverte foliões nas ladeiras de Olinda Imagem: Geyson Magno/UOL

Mateus Araújo

Colaboração para o UOL

10/02/2017 04h00

É uma tradição em Olinda: sábado e terça-feira de Carnaval são dias em que as cores vermelho e amarelo tomam conta das ruas, com o desfile do tradicional Eu Acho É Pouco. Criado há 40 anos, o bloco fundado por ativistas da esquerda e contrários à ditadura militar no Brasil reúne milhares de pessoas em trajeto pelas ladeiras da cidade. Neste ano, o grupo vai às ruas para celebrar quatro décadas de formação tendo como tema a crítica ao governo do presidente Michel Temer.

Com uma arte criada pela designer pernambucana Lin Diniz, o bloco reproduz nas camisas de 2017 a frase “Fora Temer”, que também será usada na fantasia de um enorme dragão, mascote do Eu Acho É Pouco. Além de Temer, o conservadorismo político mundial também é alvo de críticas da trupe, a exemplo do atual governo norte-americano, citado na estampa como “Trumpocalipse”.

O primeiro desfile do Eu Acho É Pouco foi em 1977. A princípio, o bloco era uma alternativa dos seus foliões para brincar “fora da violência dos grandes desfiles”, de tradicionais agremiações como Pitombeira, Elefante e Vassourinhas. No entanto, o que começou como um “bloquinho” se transformou em uma das mais importantes atrações do Carnaval pernambucano.

“O Eu Acho é Pouco caiu no gosto popular. Ninguém pode negar isto”, afirmam Sônia Coutinho Calheiros e Ivaldevan Calheiros, dois dos fundadores do bloco. Uma orquestra de frevo e um grupo de samba se revezam durante a festa. O número de foliões aumentou tanto nos últimos anos que, desde 2015, a agremiação precisou mudar o local de saída do desfile para um espaço mais amplo, na parte mais baixa da cidade histórica.

Divulgação
Em 2017, o dragão gigante, mascote do bloco, desfila com a frase "Fora Temer" Imagem: Divulgação

Críticos

Essa não é a primeira vez que o bloco se coloca contra o governo Temer. No ano passado, durante todo o processo de impeachment de Dilma Rousseff, a agremiação esteve presente nos atos e manifestações contrários ao afastamento. Esse posicionamento, inclusive, chegou a fazer com que alguns foliões a favor da saída da ex-presidente xingassem o bloco nas redes sociais e ameaçassem boicotar o desfile deste ano.

“Nós nunca enganamos ninguém. Se alguns pensavam que nosso espírito de luta tinha morrido, paciência. Estamos cada dia mais alertas contra aqueles que acham que as conquistas do povo podem ser tiradas sem resistência. Os nossos compromissos com as lutas populares, em defesa das conquistas obtidas através do esforço dos trabalhadores, continuam firmes e fortes”, afirmam Sônia e Ivadelvan. “Respeitamos aqueles que se afastaram, mas para nós o golpe praticado pela direita covarde, com apoio de esquerdistas ‘quinta-coluna’, traidores e fascistas não é o caminho para a democracia”, opinam.

Lula

Divulgação
Otto faz homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia na prévia do Eu Acho É Pouco Imagem: Divulgação
No último dia 4, o Eu Acho É Pouco realizou o chamado Baile Vermelho e Amarelo, prévia que reuniu cerca de 2 mil pessoas no Recife. O evento, com ingressos esgotados em poucos minutos de venda, contou com show do cantor Otto.

Durante a apresentação, ele prestou uma homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu na noite anterior

Crianças

Além dos desfiles do sábado e da terça-feira, o Eu Acho É Pouco também faz festa em Olinda na segunda de Carnaval, com a versão infantil do bloco, o Eu Acho É Pouquinho, que surgiu em 1982. A festa é animada por orquestra e batucadinha, composta pelos filhos dos músicos que saem na batucada. 


Serviço
Eu Acho É Pouco
Quando
: 25 e 28 de fevereiro, a partir das 16h
Local: concentração na Praça dos Milagres, em Olinda

Eu Acho É Pouquinho
Quando
: 27 de fevereiro, a partir das 9h
Local: concentração na Rua de São Bento, 358, Olinda.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Agência Estado
Estadão Conteúdo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
TV e Famosos
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
Topo