CarnaUOL

Sem braços e pernas, ritmista toca na bateria da X9 Paulistana há 17 anos

Reprodução/TV Globo
Marcos Rossi emocionou a internet na manhã desta sexta-feira (24) ao relatar a sua história de superação Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

24/02/2017 13h54

Marcos Rossi, ritmista da X9 Paulistana, emocionou a internet na manhã desta sexta-feira (24) ao relatar a sua história de superação durante participação no "Encontro com Fátima Bernardes", da Globo.

Rossi nasceu com a Síndrome de Hanhart, uma doença rara que impossibilitou o desenvolvimento de braços e pernas, mas conseguiu vencer a barreira do preconceito e hoje faz parte de uma das maiores escolas de samba de São Paulo.

"A minha irmã já tocava num bloco, e eu sempre a via e ficava apaixonado por aquilo. Um dia, vi um instrumento --o chocalho-- no chão, e eu pedi a minha mãe para me dar. Ela me deu. Eu chacoalhei e saiu o ritmo. O mestre de bateria me viu [naquele momento] e disse 'garoto, você tem ritmo, vem tocar com a gente'", afirmou Marcos.

Um amigo viu que Marcos teria jeito para a coisa e o aconselhou a procurar uma escola de samba do grupo especial de São Paulo. Ele seguiu o conselho, mas foi recusado no primeiro teste com a justificativa de que a sua deficiência poderia atrapalhar a escola no quesito "Evolução".

"Cheguei numa escola do [grupo] especial, fiz o teste, mas o mestre [da bateria] disse 'não, não dá para você tocar com a gente porque a sua cadeira de rodas pode fazer a escola perder pontos no quesito evolução'. Eu gostava tanto do samba e a paixão era tão grande que eu falei 'não vou desisti'. Eu fui fazer teste em outra escola, cheguei a X9 e o pessoal me aceitou. E estou lá até hoje, há 17 anos", contou Marcos, que utiliza um adaptador na hora de tocar na bateria.

Além de ritmista bem-sucedido, Marcos Rossi ainda é DJ, palestrante, cantor, skatista, surfista e escritor. "Eu ainda só não pulei de paraquedas. Eu ainda não achei um louco para me jogar lá de cima", brincou ele, sob gargalhadas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
Agência Estado
Estadão Conteúdo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
TV e Famosos
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
Topo