CarnaUOL

Anderson Baltar

Em novo desafio, Carlinhos de Jesus promete notas máximas na Portela

Daniel Pinheiro/AgNews
Carlinhos de Jesus é novidade na Portela no Carnaval de 2019 Imagem: Daniel Pinheiro/AgNews
Anderson Baltar

Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

18/04/2018 19h11

Após um ano fora do Carnaval carioca, Carlinhos de Jesus é a grande novidade da Portela para o desfile de 2019. O experiente coreógrafo, que marcou época na Estação Primeira de Mangueira e, em sua última aparição, comandou a União da Ilha do Governador em 2017, chega à azul e branca de Madureira disposto a recuperar as notas 10 perdidas pela escola no quesito – no último Carnaval a escola perdeu três décimos em Comissão de Frente e terminou dois décimos atrás da campeã Beija-Flor.

Mangueirense confesso, Carlinhos de Jesus faz questão de dizer que sua relação com a Portela vem da infância e adolescência. Criado no subúrbio vizinho de Cavalcante, na escola de samba Em Cima da Hora (atualmente no terceiro grupo do Carnaval carioca), Carlinhos ia à quadra da azul e branca levado pelo seu pai, Amarante, então presidente da escola de seu bairro.

“Meu pai era amigo do Natal da Portela (lendário dirigente da escola) e eu sempre ia lá com ele. Na adolescência, passei a frequentar os bailes na Portelinha (antiga quadra). Tenho muitos amigos aqui, como o Jerônymo (ex-mestre-sala e coreógrafo) e a Wilma Nascimento (maior porta-bandeira da história da escola)”, relata o coreógrafo.

O dançarino afirma estar ansioso para começar o trabalho, já que, para dar o sinal verde, precisa da definição do enredo pela carnavalesca Rosa Magalhães. Mas, pelos primeiros contatos, Carlinhos prevê que sua passagem pela Portela será marcante.

“No primeiro instante que conversei com o presidente Luis Carlos Magalhães, já senti uma empatia rara. E eu conheço bem a Rosa. Trabalhamos juntos na Vila Isabel, em 2013, quando fiz uma performance com a bateria e ganhamos o Carnaval”, afirma.

Mesmo sem ainda saber qual o enredo, de cara Carlinhos pode dar uma pista de como será a comissão de frente da Portela para o próximo Carnaval: “A Portela é uma escola tradicional, como a Mangueira, por onde trabalhei tantos anos. Certamente, apostarei em um trabalho de impacto, como o Carnaval atual exige, mas não posso me esquecer de que estou apresentando uma escola que tem 95 anos de avenida. Hoje faço parte da família portelense e farei de tudo para conquistar as notas máximas”.

Carlinhos de Jesus se mostra preocupado com o momento das comissões de frente, em que, na maioria dos casos, as escolas apostam em tripés gigantescos e efeitos de luz hollywoodianos. Na visão do coreógrafo, a questão financeira em muitos casos acaba influenciando a avaliação dos jurados: “Hoje vejo a pirotecnia garantindo muitas notas, mas, em muitos casos, em detrimento de trabalhos bem avaliados pela crítica e pelos prêmios. A criatividade e a beleza acabam ficando em segundo plano. Para Carlinhos, a comissão de frente do Paraíso do Tuiuti, no último Carnaval, deveria balizar a visão dos jurados a partir de agora. “Foi um trabalho magnífico, de muita simplicidade e efeito. O tripé não era gigantesco, não impedia a visão da escola. E a coreografia era emocionante e expressiva”, constata.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
do UOL
do UOL
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Anderson Baltar
Topo