Em final polarizada, Beija-Flor escolhe seu samba para 2019

Eliane Pinheiro/Divulgação
Beija-Flor é atual campeã do Carnaval do Rio de Janeiro Imagem: Eliane Pinheiro/Divulgação
Anderson Baltar

Anderson Baltar

Anderson Baltar é jornalista, formado pela UFRJ e tem 42 anos. Com mais de 15 anos de experiência na mídia carnavalesca, foi assessor de imprensa da União da Ilha e Império Serrano, produtor de Carnaval da TV Globo e trabalhou em coberturas de desfiles nas rádios Manchete e Tupi. Desde 2011, é âncora e coordenador da Rádio Arquibancada, web rádio com programação inteiramente voltada para o Carnaval. Em 2015, lançou o livro "As Primas Sapecas do Samba", ao lado dos também jornalistas Eugênio Leal e Vicente Dattoli.

05/10/2018 12h46

Na madrugada desta sexta-feira (5), a Beija-Flor de Nilópolis escolheu seu samba para o Carnaval 2019. Com sua quadra lotada, a Campeã de 2018 realizou a final mais polarizada da temporada e coroou a parceria formada por Julio Assis, Kiraizinho, Di Menor BF, Diego Oliveira, Fabinho Ferreira e Diogo Rosa.

Com apenas dois sambas na disputa, a comunidade se dividiu entre as preferências. A cada apresentação, as obras foram entoadas com empolgação pela comunidade de Nilópolis. A disputa foi dividida em duas partes: na primeira, de 30 minutos para cada samba, era proibido o uso de bandeiras e quaisquer outros adereços. A intenção era aferir o canto dos sambas pelos integrantes da escola.

Na segunda, com 20 minutos, as parcerias puderam usar todo o seu arsenal de bandeiras, bolas de gás e efeitos especiais. Para defender o título, a Beija-Flor fará uma homenagem aos seus 70 anos de história, que serão comemorados em dezembro.

Com o título de “Quem não viu, vai ver… as Fábulas do Beija-Flor”, o enredo da azul e branca de Nilópolis é desenvolvido por uma Comissão de Carnaval formada por Cid Carvalho, Victor Santos, Bianca Behrends, Léo Mídia e Rodrigo Pacheco. A escola será a quinta a desfilar no domingo de Carnaval.

Conheça o samba da Beija-Flor de Nilópolis para o Carnaval 2019:

Compositores: Julio Assis, Kiraizinho, Di Menor BF, Diego Oliveira, Fabinho Ferreira e Diogo Rosa NASCIDO FEITO O REI MENINO

EM NINHO DE AMOR E HUMILDADE
MEU PAI DIRECIONOU O MEU DESTINO
VOAR NAS ASAS DA COMUNIDADE
E ARRISQUEI UM VÔO NESSE LINDO AZUL
UM MUNDO ENCANTADO PUDE RECORDAR
EM FÁBULAS BORDEI A FANTASIA
Ê SAUDADE QUE MAREJA O MEU OLHAR
HERDEIRO DESSA TERRA ME TORNEI
CANTEI NOSSOS RECANTOS, TRADICÕES
SOU EU AQUELE FESTIVAL DE PRATA
QUE NA PISTA ARREBATAVA TANTOS CORAÇÕES
Ô Ô Ô Ô AXÉ QUE NO SANGUE HERDEI
NO MEU QUILOMBO, TODO NEGRO É REI
ABRE A SENZALA!! ABRE A SENZALA!!
NESSE TERREIRO O SAMBA É VOZ QUE NÃO CALA
CRESCI, OUVINDO ACORDES ENTRE DOCES MELODIAS
A BELA DAMA RETRATADA EM POESIA E O CANTO DE CRISTAL
A SIMPLICIDADE NO AMOR, AQUELE BEIJO NA FLOR
FEZ MAIS UM SONHO REAL
PÁTRIA AMADA DA GANÂNCIA
EU PEDI SOCORRO PELOS FILHOS TEUS
ALGOZ DA INTOLERÂNCIA
MESMO PROIBIDO, FUI A VOZ DE DEUS
TODA ESSA GRANDEZA, VEM DA NOSSA GENTE
QUE ESQUECE A DOR E SÓ QUER SAMBAR
CORRE EM MINHAS VEIAS, SANGUE AZUL E BRANCO
NILOPOLITANO À EMOCIONAR
UM HINO DE AMOR À NOSSA RAIZ
RAZÃO DO MEU CANTAR FELIZ
VOCÊ ME CONHECE DE OUTROS CARNAVAIS
A DEUSA DO SAMBA, DOS DESFILES IMORTAIS
ÉS A MINHA VIDA, MEU ETERNO AMOR
VOAR MAIS ALTO É O DOM DA BEIJA FLOR

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor