CarnaUOL

São Paulo

Lívia Andrade, madrinha da Casa Verde, elimina 2 kg a cada ensaio

Marcelo Justo/UOL
Lívia Andrade em ensaio da Casa Verde posada Imagem: Marcelo Justo/UOL

Soraia Gama

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/01/2018 04h00

Cheia de atitude, Lívia Andrade chegou batendo cabelo no ensaio da Império de Casa Verde. Foi sambar em frente à bateria de Mestre Zoinho enquanto se dividia entre uma coreografia e muitos sorrisos para a comunidade. Nem parecia que tinha ficado horas para se montar e brilhar na quadra – foi preciso esperar três horas e meia até que [só] o cabelo ficasse pronto. “Isso tudo é só para o ensaio. Dá trabalho, mas vale a pena”, diz a madrinha da Barcelona do Samba da Casa Verde.

O corpo em forma e ainda com vestígios do bronzeado conquistado nas folgas de Réveillon, com certeza, ficaria mais leve até o final da noite. “Eu elimino 2 kg na balança a cada ensaio”, conta a loira, que faz uma hora de academia todos os dias. “Na época do Carnaval faço também um procedimento estético [tripolar] semanal. Mas não faço dieta”, garante ela.

Em relação às conversas de bastidores apontando para um possível mal-estar com Valeska Reis, a rainha de bateria, Lívia não se importa. "Sobre a rainha não tenho problema nenhum. Frequento os ensaios para me divertir. Não vou lá para reparar se as pessoas estão me olhando ou não, se o clima está legal ou não. Para mim o clima está sempre 100%. Na zona norte, na Império, tenho muitos amigos, colegas, pessoas que estudaram comigo, que foram meus vizinhos. Eu vou [à quadra] para me divertir com quem está se divertindo. Não posso falar pelas outras pessoas".

Marcelo Justo/UOL
Lívia Andrade curte ensaio da Casa Verde, em São Paulo Imagem: Marcelo Justo/UOL

Ali, em frente aos músicos, Lívia chama a atenção pela beleza, simpatia e gingado. Mas na TV é a personalidade forte e a coragem de dizer o que pensa que atrai cada vez mais admiradores. Seja no quadro "Jogo dos Pontinhos", no "Programa Silvio Santos" (SBT), ou no "Fofocalizando" [programa ao vivo que vai ao ar das 15h às 16h, de segunda a sexta-feira].

No vespertino, ela entrou apenas para cobrir férias de Mamma  Bruschetta, mas foram tantas as manifestações nas redes sociais que ela foi contratada. “Não imaginava que [a internet] tinha esse poder todo e fosse me ajudar a ficar! Mas graças a Deus a audiência subiu desde o primeiro dia. Estou muito feliz, é claro!”, comemora a artista que divide espaço com Mamma, Décio Piccinini, Leão Lobo, Mara Maravilha e Leo Dias. “Um programa com tantas pessoas precisa de exercício diário [de paciência]. Ainda mais ao vivo. Mas trabalhar tantos anos com o Silvio me deu uma grande bagagem”, explica ela, que nega ser a queridinha dele. “Não sou a única queridinha. Acho que ela tem várias. O Silvio gosta de gente que trabalha, que tem comprometimento. E eu sou assim.”

Com a língua solta

Além de bonita e espontânea, Lívia levanta a bandeira contra preconceitos. Recentemente, mandou um recado para Lulu Santos em sua página no Twitter: “Diga não a qualquer tipo de preconceito! O funk é a voz de um povo que tira a criatividade da necessidade e da falta de oportunidade. Deixa a molecada ganhar dinheiro em paz, com um som que ganhou o mundo. Aceita, bundão”. O texto nada fofo aparece em resposta a uma crítica que o cantor colocou na rede: “Caramba! É tanta bunda, polpa, bum bum granada e tabaca que a impressão que dá é que a MPB regrediu pra fase anal. Eu, hein?”.

Outro exemplo de que a moça tem representatividade é a divulgação de um vídeo na página “Quebrando Tabu”, no qual ela discute com Patrícia Abravanel sobre independência feminina durante o quadro “Jogo dos Pontinhos”. Foram quase 200 mil compartilhamentos! “Não sabia desse vídeo, até porque já tem um tempo que aquele programa foi ao ar. É uma opinião minha, meu modo de ser, de viver”, explica a moça, que perdeu o pai ainda criança. “Minha mãe criou sozinha a mim e ao meu irmão e sempre nos ensinou para nunca depender de ninguém, porque se essa pessoa faltasse a gente ficaria na mão”, justifica.

Eu cresci assim, com essa educação. E acho que a mulher deve, sim, ter seu sustento, trabalhar, lutar pelos seus direitos e não ficar na mão de ninguém. Às vezes o amor acaba e a relação continua por pura dependência. Isso é muito triste”. Lívia Andrade

E não importa se a discussão foi com a filha do patrão ou outra pessoa. “Tenho zero problema com a Patrícia, mas falaria para qualquer uma. Temos de incentivar as mulheres cada vez mais a ter uma profissão, a trabalhar, estudar e não depender de ninguém. Elas precisam buscar a independência financeira”, defende.

Lívia avisa que não leva desaforo para casa, mas encara tranquilamente as brigas no programa. “Eu não diria que são brigas. Acho que são discussões. Temos diferentes opiniões, então rola um debate. Às vezes sobe um pouco a temperatura e o público gosta. Se eu aceitei aquele emprego tenho de saber lidar com as situações. Nada é combinado, não existe roteiro. A gente nunca sabe o que pode acontecer. Acredito que o sucesso do quadro é isso. Cada um dá sua resposta, é espontâneo”, opina Lívia.

Essa espontaneidade toda até poderia render um arrependimento, mas Lívia se mantém firme. “Não tenho problema nenhum. O dia em que aquilo me incomodar a ponto de eu chegar em casa preocupada, tensa com o que aconteceu na gravação é porque aquilo não serve mais para mim. Se estou lá até hoje é porque estou feliz e tranquila em relação às discussões e brincadeiras. O Silvio sempre foi respeitoso com a gente e nos deixou à vontade para dizer se ficamos incomodados com alguma pergunta”, defende ela, negando uma frase publicada pelo jornal “Extra”, do Rio de Janeiro, onde ela teria dito que só fala com Mara por educação.

“A minha relação com a Mara sempre foi muito clara. Inclusive no ‘Jogo dos Pontinhos” o Silvio pergunta e quer que a gente responda com sinceridade. E eu faço isso. Eu respeito a carreira dela, eu respeito a Mara como artista, fui fã dela quando era criança. Hoje não mais. Hoje não tenho admiração por ela".

Com luz própria, parece que nada abala a moça. Nem mesmo trabalhar ao lado de tanta mulher. “Não é difícil trabalhar com mulher. É difícil trabalhar com gente insegura e vaidosa demais. Mas isso vale para homem e mulher”, diz ela, que não tem do que reclamar: “O Silvio testa muito a gente, então temos de estar preparados para tudo. Eu me divirto. E me divirto vendo que ele também se diverte”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Da Redação
Da Redação
Da Redação
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
Agência Estado
Agência Estado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
Topo