CarnaUOL

Blocos de rua

Bloco no RJ reúne sereias, tapa-mamilos e protestos contra Crivella e Temer

Elis Bartonelli

Colaboração para o UOL

10/02/2018 20h00

À beira da baía que inspirou seu nome, o bloco Sereias da Guanabara reuniu foliões na Praça Marechal Âncora, no Centro do Rio. A concentração começou às 16h, mas cerca de uma hora antes o público já começava a chegar para prestigiar o bloco. No som, MPB, axé e pop, celebrando a temática “fundo do mar”.

Desfilando pelo segundo ano consecutivo, o bloco convida os foliões para um “mergulho sem opressão”, em defesa da diversidade e do respeito.

"Queremos celebrar a causa LGBT, mas também as causas feministas, do movimento negro. Sobretudo, somos um bloco que preza pelo respeito", explica Jorge Badaue, um dos fundadores e DJ do bloco.

À frente do carro de som - o Sereias não tem banda nem bateria -, a drag queen Aurora chamava atenção com a fantasia de sereia na cor marrom, em referência à poluição da Baía de Guanabara.

"Um bloco que acontece na rua ter uma pessoa montada como referência é incrível. Geralmente, os blocos não colocam drag queens nessa posição. As drags vão de abusadas nos lugares. É muito importante que as drags ocupem todos os espaços, especialmente, os espaços públicos”, comentou Aurora.

Marcelo de Jesus/UOL
Imagem: Marcelo de Jesus/UOL

Os amigos Rafael Giovannini, 35, Jhonny Marinho, 24, e Tiago Cellos, 24, confeccionaram suas fantasias de sereia especialmente para o bloco. "Viemos bem ‘sereiudos’, afinal, essa cidade é do mar. Adoramos o clima, nos sentimos acolhidos se seguros. Os blocos héteros têm muito a aprender com blocos da diversidade", avaliam.

Oliver Martins, 34, Alexandre Tenuya, 32, e Bruno Laguetta, 31, também criaram as suas próprias fantasias de sereia, com calça azul de escamas e até adereços de led na sobrancelha.

"Estamos num momento de sair para a rua, mostrar a diversidade e mostrar que o respeito tem que prevalecer. Esse é um bloco que todo mundo se protege, protege as mulheres também", comentou Bruno.

As primas Raphaela Salustriano, 21, e Priscila Salustriano, 26, celebraram a diversidade vestidas de Mulher Maravilha e Super Homem, respectivamente. Usando apenas um adesivo para cobrir os mamilos, Raphaela saiu em defesa da não objetificação do corpo feminino. “Eu sou meu próprio corpo, faço o que eu quero. Só não me toque. Apenas se eu permitir”, protestou.

A curitibana Fernanda Pompermayer, 24, está no Rio para curtir o Carnaval pela terceira vez. Ela compôs sua fantasia de sereia com uma calça verde e um “tapa mamilos”.  "Me sinto à vontade para ficar assim só blocos que defendem a diversidade. Acho que isso choca até as mulheres, algumas ficam ofendidas. Mas mostrar o corpo é um ato de resistência", afirma.

Marcelo de Jesus/UOL
No bloco Sereias da Guanabara, protestos contra Crivella e Temer Imagem: Marcelo de Jesus/UOL

Além da bandeira da diversidade, o Sereias da Guanabara também trouxe estandartes que pediam a saída do presidente Michel Temer e do prefeito do Rio, Marcelo Crivella.

Entre os foliões, também não faltaram protestos contra o prefeito da cidade. Vestido de freira para afrontar o conservadorismo, Jefferson Silva, 31, não poupou críticas a ele. "Querer determinar horário para o encerramento dos blocos, pedir que as pessoas não bebam... Ele quer que o Rio não seja o Rio!"

Um grupo de amigos também  trouxe suas  críticas às propostas de Crivella. Aos gritos de “abaixa o IPTU”, eles saíram vestido de talão do imposto, em protesto contra o aumento determinado pela prefeitura.

“Com esse protesto, também estamos alinhados com a temática do bloco. Nosso IPTU aumentou em 40%. Lugar de Bispo é na Igreja”, disseram eles.

Apesar da ausência de agentes da Guarda Municipal e do estado, o clima de tranquilidade e segurança foi predominante. A reportagem do UOL também não encontrou nenhum banheiro químico na Praça Marechal Âncora.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Arcanjo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
Topo