CarnaUOL

Rio de Janeiro

Carro quebrado azeda alegria de homenagem de Grande Rio a Chacrinha

Thiago Ribeiro/AGIF
Caminhão recoba carro alegórico quebrado da Grande Rio Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Laís Gomes, Liane Rosa e Rafael Lopes

Colaboração para o UOL, no Rio

12/02/2018 03h57Atualizada em 12/02/2018 10h56

 O desfile da Grande Rio na madrugada desta segunda-feira (12) tinha tudo para ser marcado pela alegria: com o enredo "Vai para o trono ou não vai?", a escola homenageou o centenário de Chacrinha e levou para a avenida muita cor e irreverência.

No entanto, um problema com o último carro alegórico atrapalhou a evolução da escola de Duque de Caxias. A agremiação teve que paralisar a apresentação depois que a alegoria, que representaria a infância do apresentador, teve uma roda quebrada e não conseguiu manobrar para entrar na avenida.

Ainda tentando fazer o carro entrar, a escola teve que segurar os componentes, abrindo um buraco no setor 1, que ainda não conta para a avaliação dos jurados. A saída da bateria do recuo teve que ser adiantada para ocupar o espaço aberto. A alegoria acabou não entrando e a agremiação desfilou com um carro a menos.

Bruna Prado/UOL
De dourado, Juliana Paes brilhou como rainha de bateria da escola Imagem: Bruna Prado/UOL

Para liberar a entrada para a última escola da noite, a Mocidade Independente de Padre Miguel, o carro quebrado teve que ser rebocado por toda a extensão da Sapucaí ao fim do desfile.

Por conta do problema, a Grande Rio estourou o tempo em 5 minutos e deve ser punida. Para cada minuto além do tempo máximo de 75 minutos, a escola perde 0,1 ponto, segundo o regulamento da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba).

Em 2006, a Grande Rio já havia deixado escapar o título por conta do tempo de desfile. Estourou em um minuto, levando a um empate em pontos com a Vila Isabel. No critério de desempate, a Vila levou a melhor em nota de samba-enredo e faturou o campeonato.

Na dispersão, o clima entre os componentes era de tristeza e choro. "Fizemos um belo desfile. Papai do céu não quis, agarrou no último carro, mas o folião passou feliz, passou alegre. Uma hora chega a nossa vez", comentou o presidente da agremiação de Duque de Caxias.

Maria Clara Oliveira, sobrinha e afilhada do bicheiro, desfilaria no carro quebrado e deixou a concentração da Sapucaí ao lado de seu irmão Natan e sua mãe, Iara, desconsolada. Segundo a mãe da menina, seria a primeira vez da filha no carro. "Ela estava muito ansiosa para vir no carro e acontece essa fatalidade, é muito triste", disse.

Alô, alô, Terezinha

Não fosse o problema com a alegoria, a Grande Rio teria marcado sua passagem por muito bom humor, com fantasias e alegorias que traziam referências a características marcantes de Chacrinha, como o bacalhau que ele distribuía à plateia (jogado por integrantes para a arquibancada), a buzina e o disco de telefone.

Figuras que passaram pelo programa do apresentador também estiveram presentes: Gretchen desfilou em um carro com sósias de Dercy Gonçalves, Benito di Paula e Roberto Carlos e a primeira porta-bandeira, Verônica Lima, veio caracterizada de Elke Maravilha, que era jurada do show de calouros.

O ator Stepan Nercessian foi um dos Chacrinhas espalhados pelo desfile da Grande Rio, como destaque do segundo carro, Discoteca do Chacrinha. Stepan tem uma longa relação com o homenageado pela escola da Baixada Fluminense. O ator interpreta Chacrinha no teatro desde o final de 2013, e acabou de gravar um filme sobre a vida do apresentador, que estreia no segundo semestre de 2018 nos cinemas.

"O Jayder [Soares, presidente de honra da escola] foi assistir à peça e teve a ideia de fazer o desfile", contou o ator, ao UOL, antes do desfile. "Ele aceitou a minha sugestão de o refrão ter 'Oh, Terezinha'. Fui defensor disso".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Anderson Baltar
Anderson Baltar
do UOL
Da Redação
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
Topo