10/02/2010 - 16h55

Justiça permite menina, de 7 anos, à frente da bateria da Viradouro

Do UOL, no Rio

Gilvan de Souza/UOL

Marco Lira e Júlia Lira na feijoada da Viradouro no Caesar Park (31/1/10)

Marco Lira e Júlia Lira na feijoada da Viradouro no Caesar Park (31/1/10)

Marco Lira, presidente da escola de samba Unidos do Viradouro, anunciará hoje a decisão da juíza Ivone Caetano, da Vara da Infância, Juventude e Idosos, que permitiu o desfile de Júlia Lira, de 7 anos, à frente dos ritmistas.

A menina, filha do presidente, será coroada na quinta-feira (11/2), no último ensaio da escola na quadra da vermelho-e-branco, em Niterói.

O Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente questionou a presença da menina, apontado a conotação “sexual” do posto. De acordo com a decisão da juíza Ivone Caetano, ser rainha de bateria não significa necessariamente erotização.

 

Compartilhe:


    RECEBA NOTÍCIAS

    Hospedagem: UOL Host