Blocos de rua

Vista aérea mostra extensão do Carnaval de Rua de São Paulo neste 2017

Jussara Soares

Colaboração para o UOL

A folia vista de cima não deixa dúvidas: 2017 foi o maior Carnaval de Rua de São Paulo. Do alto, a impressão é que a cidade e as pessoas resolveram se abraçar no embalo dos 381 blocos.

Não há números, no entanto, que quantifiquem essa multidão para ajudar a projetar 2018 nem que comprovem que os 2 milhões de foliões de 2016 foram superados. Embora a gestão do prefeito João Doria Jr. diz ter sido o maior Carnaval de todos os tempos, a prefeitura não divulgou uma estatística oficial. Mas vale lembrar que a Ambev, patrocinadora do Carnaval de Rua deste ano, investiu R$ 15 milhões na expectativa de reunir 3 milhões de pessoas.

As estimativas disponíveis até agora e adotadas também pelo governo são dos organizadores dos blocos. Entre os megablocos, o Pipoca da Rainha com Daniela Mercury anunciou ter arrastando 500 mil pessoas no encerramento do Carnaval no último domingo (5). No domingo de pré-Carnaval, o Acadêmicos do Baixo Augusta divulgou um público de 300 mil foliões.

Juntos, Casa Comigo, Rindo à Toa (com o grupo Falamansa) e Chá da Alice (com a cantora Alinne Rosa) teriam levado 700 mil pessoas ao Largo da Batata, segundo a Polícia Militar. Já o bloco de axé Domingo Ela Não Vai, que teve participação de Gretchen, afirma ter triplicado de tamanho: passando de 50 mil do ano passado para 150 mil este ano. O Tarado Ni Você estimou 70 mil pessoas, o dobro do ano anterior.

No chão, a sensação também foi de um Carnaval superlativo. O fato é que, neste Carnaval, não teve "bloco do eu sozinho". Mesmo os pequenos, estreantes e desconhecidos atraíram um público.

A festa foi inflacionada não apenas por paulistanos que começaram a ir às ruas e deixaram de viajar para passar o Carnaval na cidade. Foi também graças aos turistas interessados em saber que movimento é esse que transforma o "túmulo do samba" no novo fenômeno da folia e enche de cor e glitter a cidade cinza.

De acordo com a SPTuris (São Paulo Turismo), o número de visitantes na cidade neste período foi de 203%. Neste ano, 9,7% dos foliões vieram de outras cidades, contra 3,2% em 2016.

Projeções para 2018

Para 2018, o trabalho deve começar desde já. O Carnaval de Rua de São Paulo é uma realidade que não se pode lutar contra: não é uma novidade que aceita improviso, nem imprevistos, como os problemas de recolhimento de lixo no pré-Carnaval. O prefeito João Doria admitiu falhas: esperava um público de 250 mil, mas foram 700 mil apenas na região da Vila Madalena e Pinheiros. Nos demais dias, o erro foi reparado e a limpeza pós-blocos foi mais eficiente.

O modelo que São Paulo escolheu é esse que vem sendo desenhado nos últimos anos: festa nas ruas, de graça, sem abadás, camarotes ou confinados em um circuito. O poder público é bem-vindo não para impor regras ou limitar a folia imperativamente, mas para estabelecer diálogos com os produtores de blocos e, juntos, se aprimorar aquele que pode se tornar o maior e mais lucrativo evento da cidade.
 
Cabe à prefeitura garantir a organização de trânsito, transporte, limpeza, ambulâncias e toda a infraestrutura que um evento com essa proporção demanda. O patrocinador oficial existe justamente para custear essas despesas em troca da exposição da marca. Quanto antes começar o planejamento, melhor será o resultado tanto para quem curte os blocos e trios.

Aviso importante: faltam 343 dias para o Carnaval de 2018. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Agência Estado
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Agência Estado
do UOL
Agência Estado
Carnaval 2017
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
Topo